|     Download      |      A Voz do Servidor       |     Links úteis       |     Webmail

Servidores realizam Fórum e decidem estratégia de combate aos desmandos do Governo Federal

Em 08/08/2017 às 0h00

Durante os dias 4 e 6 de agosto, a categoria dos federais realizou uma reunião ampliada do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe), onde foram debatidas as reações a serem tomadas pela categoria com relação à ofensiva do Governo Federal contra os trabalhadores.

Ficou decido com a presença de várias centrais sindicais, a criação de diversas atividades contra os desmandos do governo ilegítimo de Michel Temer.

Durante o Fórum, decidiu-se pela criação de um calendário de mobilizações a partir das datas de lutas das entidades, como as já pré-definidas: 11 de agosto – Dia Nacional em Defesa da Educação Pública; e 16 de agosto – FENASP Dia Nacional de Lutas Contra a Terceirização e Extinção das Zonas Eleitorais; Dia Nacional de Lutas em Defesa da Saúde e da Previdência Pública e Contra o Desmonte do Serviço Público.

Outro ponto de consenso no Fórum, foram as construções de mobilizações nos estados, com convocações de assembleias por categorias,  reuniões ampliadas entre os funcionários públicos das três esferas. Esse ponto ficou pautado para a sua realização entre os meses de agosto e setembro.

Também ficou apalavrada a construção de dias de lutas nos estados para discussões referentes à revogação da EC 95, Reforma Trabalhista e da Terceirização; atividades para barrar a contrarreforma da Previdência e o PDV; e o arquivamento do Projeto de Lei (PL) 248/2008 e do PL 116/2017.

Uma questão colocada como preponderante, foi a organização de fóruns dos servidores públicos nos estados, para que assim, possam ser convocadas reuniões ampliadas entre funcionários públicos das três esferas, movimentos sociais, centrais, movimento estudantil e categorias em luta (campanha salarial etc), para a construção de atividades, debates e ações nas ruas.

Por fim, o Fórum discutiu o indicativo de greve ou paralisação do funcionalismo público junto com a greve dos metalúrgicos em meados de setembro

Materiais de mobilização

Como peças midiáticas de mobilização, o Fórum decidiu pela edição de um jornal nacional, com o objetivo de defender os serviços públicos e direitos sociais, demonstrando os ataques constantes realizados pelo Governo Federal. Esse material deverá ser editado e distribuído até o próximo mês.

Ficou acertado também a confecção de panfletos com esclarecimentos contra a PDV, as mudanças na licença não remunerada e na avaliação de desempenho.

As centrais ainda decidiram pela necessidade da elaborar de uma nova carta à sociedade, rearfirmando a necessidade de  construção de uma nova Greve Geral no segundo semestre de 2017.

Outras medidas também foram tomadas, e serão implementadas pelas centrais e entidades sindicais na luta pela defesa dos direitos da classe trabalhado, que constantemente vem sendo ameaçado pelo governo usurpador de Michel Temer.

Mais informações serão repassadas pelo Sindicato através dos seus canais de comunicação.

 

Newsletter

Informativos do Sindsep/MA em seu e-mail:

E-mail: